segunda-feira, setembro 28, 2020

Julgamento organizacional é a nova tomada de decisão

São os líderes que geralmente criam o bom julgamento de uma organização – não necessariamente os bons tomadores de decisão, mas os que desenvolvem o contexto e as estruturas certas para permitir que a empresa encontre soluções de maneira mais coletiva.

O julgamento organizacional costuma envolver a redefinição das decisões como um processo participativo de resolução de problemas. Nisso, tira-se vantagem da grande quantidade de dados disponível atualmente e das modernas ferramentas tecnológicas e analíticas para interpretá-los. Essas ferramentas não só são moldadas, mas ajudam a moldar culturas organizacionais baseadas em valores como participação, deliberação, diversidade de pensamentos, desafios e debates construtivos.

Mais que apenas informação, o conhecimento é outro aspecto dessa complexidade, sendo cada vez mais apreciado como fonte de criação para os negócios. Como mobilizá-lo para tomar decisões melhores? Veja algumas maneiras:

Reconheça a necessidade e a oportunidade

Há situações em que os líderes precisam compreender que precisam ir além de suas próprias limitações e tirar vantagem de uma diversidade maior de ideias, conceitos e conhecimentos. Abrir mão de pelo menos alguns de seus próprios poderes e prerrogativas em um certo nível em troca de recursos valiosos é uma das boas práticas.

Seja intencional e invista em capacidade

Uma organização passa a funcionar dessa maneira apenas com esforço e investimento. Não é resultado de sorte ou de alguns ajustes aqui e ali.

Considere os elementos estruturais dentro do contexto cultural e mercadológico

Seja por meio de um software analítico, abrangendo abordagens mais democráticas para aumentar a participação, empregando um novo processo de resolução de problemas, mudando a maneira como se engaja a liderança ou usando uma diferente estrutura organizacional, casos mostram empresas que construíram um processo de julgamento por meio da combinação de diferentes partes da infraestrutura e do processo em um novo tipo de “sistema” para encontrar soluções melhores para os problemas. Apesar de nem sempre fazerem isso conscientemente, no fim todas criaram um mecanismo que abraça a inteligência e a compreensão coletivas.

Ainda é possível enxergar uma arquitetura entre as diferentes dimensões de pessoas trabalhando juntas que, da maneira como são construídas e operacionalizadas, oferecem uma maneira otimizada de chegar a uma decisão. Essa arquitetura, no entanto, varia de empresa para empresa com base em uma série de variáveis, como tradições da empresa, condições específicas de mercado e outros aspectos.

Prepare-se para mudar

Como é de se esperar, a tomada desses passos vai mudar o status quo. O poder é redistribuído, valores são reinterpretados e pessoas que antes não estavam acostumadas a dar opinião ou ser ouvidas, de repente, são convidadas a opinar. Novas tecnologias chegam com mais informações, velhos preconceitos ficam visíveis e relacionamentos são transformados para abrigar mais compartilhamento de conhecimentos. Construir julgamento é algo transformativo não apenas para a empresa, mas para o líder.

Entenda que o julgamento organizacional precisa de exercício e cuidados contínuos

Como qualquer habilidade e como nossa própria saúde, o julgamento deve ser exercitado e mantido. Deve haver uma jornada de continuidade em que as empresas sempre aprendem por meio da prática para melhorar e manter essas práticas.

Com Fast Company

- Advertisement -
- Advertisement -

Últimas

Como a LGPD vai levar o RH a uma segunda onda da digitalização

Salvo alguma mudança de última hora – uma proposta de adiamento está em tramitação na Câmara dos Deputados – faltam menos de seis meses...

Cinco hábitos de pessoas malsucedidas – que você pode evitar

O sucesso não é copiar os hábitos de outras pessoas ou seguir um caminho baseado em receitas de autoajuda. A maneira mais...

Solitários, esgotados e deprimidos: o estado da saúde mental dos Millennials

A “Business Insider” analisou o estado de saúde mental da geração Millenial – pessoas com idade entre 23 a 38 anos em...

Conheça seis comportamentos que podem atrapalhar a sua carreira

Fortes habilidades sociais e inteligência emocional são mais necessárias agora do que nunca. Na medida em que as organizações se conscientizam da...

Chefe e colegas de trabalho narcisistas? Aprenda a lidar com eles

Você sabe reconhecer um narcisista? Pessoas com este traço de personalidade costumam dificultar o seu dia a dia e, se forem tolerados e recompensados,...

Esqueça o carisma: entenda por que líderes humildes são bem-sucedidos

Existe um paradigma no mundo dos negócios que diz que os CEOs de sucesso são ambiciosos, orientados a resultados, individualistas e, acima de tudo,...

A discriminação dos candidatos por meio de testes de seleção

Nos últimos tempos, nunca foi tão alto volume do som das acusações e críticas contra os vários tipos de discriminação: racismo, homofobia e outros,...

Considerando uma mudança de carreira? Então leia esse post

Muitas vezes, uma mudança de carreira parece uma transformação glamourosa - uma imagem blasé do “antes” transformada em um belo “depois” em uma revista...