quinta-feira, outubro 22, 2020

Dicas para evitar selecionar líderes ruins

Com tantas pesquisas destacando o papel crítico dos gestores nos níveis de engajamento dos funcionários, é hora de procurarmos quais são os fatores que tornam líderes engajadores.

Veja algumas dicas de como evitar selecionar líderes ruins:

Líderes precisam se certificar de que estão avaliando as pessoas da maneira certa

A indústria de avaliações de personalidade tem sido bastante usada para uma abordagem baseada em pontos fortes. Esse tipo de avaliação diz às pessoas no que elas são boas e ajuda a ressaltar suas boas características para melhorar seu desempenho.

Embora não seja uma abordagem ruim, é preciso muito mais: os líderes precisam ajudar os funcionários a entender em quais aspectos eles não estão bem e o porquê. Além disso, também precisam auxiliar os funcionários a enxergarem aspectos de sua personalidade considerados pontos fortes hoje, mas que, mais tarde podem ser um problema, principalmente para possíveis cargos de liderança.

O importante é usar uma ferramenta que o ajude como líder e como profissional de Recursos Humanos, que chegue ao fundo da questão de uma maneira válida, certificando-se de que está avaliando as pessoas da maneira certa.

Em segundo lugar, é crucial entender o que faz de um indivíduo, um líder bem-sucedido

Nesse caso, o sucesso de um líder significa que ele é capaz de gerar times de alta performance e não que tem capacidade de ser promovido. Por isso, é preciso ser bastante cauteloso com aqueles que são ótimos em se promover na empresa sem gerar resultados tangíveis.

Certifique-se de que entende a maneira como os avalia e garanta que sua avaliação seja baseada na maneira como eles geram desempenho em sua empresa e constroem perfis de sucesso ao seu redor.

Finalmente, certifique-se de que está incorporando o conjunto completo de métricas ao avaliar pessoas

Competências e caráter determinam a habilidade de gerar resultados, a maneira como o profissional se comporta no trabalho, como obtém esses resultados e seus valores.

Não se trata apenas de ter alguém capaz de fazer um trabalho bom do ponto de vista de resultados para o negócio, mas também da maneira como se comportam e como engajam os outros. As pessoas que podem fazer tudo isso são bons líderes. Por isso, é importante buscar não enfatizar qualquer ponto particular.

Com Human Resources Online

- Advertisement -
- Advertisement -

Últimas

Como a LGPD vai levar o RH a uma segunda onda da digitalização

Salvo alguma mudança de última hora – uma proposta de adiamento está em tramitação na Câmara dos Deputados – faltam menos de seis meses...

Cinco hábitos de pessoas malsucedidas – que você pode evitar

O sucesso não é copiar os hábitos de outras pessoas ou seguir um caminho baseado em receitas de autoajuda. A maneira mais...

Solitários, esgotados e deprimidos: o estado da saúde mental dos Millennials

A “Business Insider” analisou o estado de saúde mental da geração Millenial – pessoas com idade entre 23 a 38 anos em...

Conheça seis comportamentos que podem atrapalhar a sua carreira

Fortes habilidades sociais e inteligência emocional são mais necessárias agora do que nunca. Na medida em que as organizações se conscientizam da...

Chefe e colegas de trabalho narcisistas? Aprenda a lidar com eles

Você sabe reconhecer um narcisista? Pessoas com este traço de personalidade costumam dificultar o seu dia a dia e, se forem tolerados e recompensados,...

Esqueça o carisma: entenda por que líderes humildes são bem-sucedidos

Existe um paradigma no mundo dos negócios que diz que os CEOs de sucesso são ambiciosos, orientados a resultados, individualistas e, acima de tudo,...

A discriminação dos candidatos por meio de testes de seleção

Nos últimos tempos, nunca foi tão alto volume do som das acusações e críticas contra os vários tipos de discriminação: racismo, homofobia e outros,...

Considerando uma mudança de carreira? Então leia esse post

Muitas vezes, uma mudança de carreira parece uma transformação glamourosa - uma imagem blasé do “antes” transformada em um belo “depois” em uma revista...