segunda-feira, agosto 8, 2022

Como construir confiança no trabalho

Há uma crise de confiança no mundo corporativo. De acordo com o barômetro de confiança da Edelman, de 2016, apurado em uma pesquisa com 33 mil pessoas, quase uma em cada três pessoas não confia no seu empregador. Vários estudos mostram que empregados que confiam em seus gestores são mais engajados, mais satisfeitos, produtivos e honestos.

O problema é que as características comportamentais mais admiradas de quem chega ao topo não são necessariamente as mesmas que levam os subordinados a confiarem nos seus chefes. Pesquisas mostram que, para se ter sucesso no trabalho, você precisa equilibrar seu desejo de progredir com sua habilidade de pertencer ao grupo. Se você mantiver seu foco somente no primeiro aspecto, você ficará conhecido como alguém ganancioso e avarento, e os outros membros do grupo não gostarão de você. Se você focar somente no companheirismo do grupo, você terminará com uma porção de amigos, mas dificilmente progredirá na carreira.

Gerenciar a tensão entre o companheirismo no trabalho e a evolução na carreira é particularmente importante se você tem a aspiração de tornar-se um líder. A função de um líder é auxiliar os times a avançar sobre os times rivais, mas um pré-requisito para isso é que, primeiro, os membros sejam companheiros uns dos outros. Para que os líderes ganhem legitimidade para ter harmonia, eles precisam primeiro conseguir avançar na carreira, sem bater de frente com seus colegas.

Como reconciliar a necessidade de se destacar e subir com o ganho de confiança por parte dos seus gestores e empregados?

Para responder a esta pergunta, elaboramos um e-book que discute a questão da relação de confiança no trabalho, e como construir uma imagem confiável. Clique aqui para fazer o download.

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas